sexta-feira, 4 de setembro de 2015

ARTIGO: DISCURSO E CULTURA NA ARTE TUMULAR: ESTUDO SEMIÓTICO, ESPAÇO DE REPRESENTAÇÃO E MEMÓRIA

DISCURSO E CULTURA NA ARTE TUMULAR: ESTUDO SEMIÓTICO, 
ESPAÇO DE REPRESENTAÇÃO E MEMÓRIA 




Glauco Ricciele Prado Lemes da Cruz Ribeiro
Universidade de Mogi das Cruzes - Centro Paula Souza
(Historiador,  Mestre  em  Políticas  Públicas e Professor no Centro Paula Souza)

Rosália Maria Netto Prados
Universidade de Mogi das Cruzes
(Doutora  em  Semiótica  e  Linguística  Geral,  pela  Universidade  de São Paulo, USP. Professora pesquisadora do programa de mestrado em Políticas Públicas, na linha Políticas culturais e cidadania, da Universidade de Mogi das Cruzes.)


Resumo:Este trabalho trata de um estudo do discurso subjacente ao texto  arquitetônico presente nos cemitérios, segundo a Semiótica. Propõe-se uma análise do texto tumular que, como qualquer texto, apresenta um percurso do sentido, ou processo discursivo. Neste trabalho, o  objetivo  é analisar processos  discursivos  como  o  religioso,  o histórico e o administrativo manifestados no texto arquitetônico dos cemitérios, para uma reflexão sobre políticas culturais e educação patrimonial nesse sentido. Segundo a metodologia de análise semiótica, o discurso  é subjacente  ao  texto  e  é constituído  de  estruturas  e  valores  culturais,  passíveis  de  serem analisados e descritos, para uma reflexão sobre discursos, representação e memória.

Palavras-Chave:  Discurso  Arquitetônico;  Arte  Tumular;  Memória;  Semiótica; Sociossemiótica. 


LINK

----------------------------------------------------------------------------------------------


Nenhum comentário:

Postar um comentário