domingo, 8 de abril de 2012

Parte II - Hanseníase: Prisioneiros do estigma.


Descasos com o Homem, não foram só praticados durante os primeiros anos da fundação do Hospital. Hoje em pleno século XXI, pacientes que ali faleceram foram enterrados no Cemitério Nossa Senhora do Carmo, criado juntamente com o Hospital. A mais de 20 anos e o Poder Público não realiza reformas no local, o resultado é inúmeras formas de degradação. Sem portões  e muros o cemitério fica a mercê de Usuários de Drogas, Rituais Religiosos e Tráfico de Ossos. Jazigos abertos retratam essa degradação. O Estado não respeitou esses pacientes em vida, será que respeitaria pós-morte? O resultado esta nas fotos abaixo, publicadas no site www.saopauloantiga.com.br.









 



Nenhum comentário:

Postar um comentário