quarta-feira, 27 de abril de 2011

MAKEGUMI & KACHIGUMI: TERRORISMO E REPRESSÃO EM MOGI DAS CRUZES-SP, DÉCADA DE 1940.

MAKEGUMI & KACHIGUMI: TERRORISMO E REPRESSÃO EM MOGI DAS CRUZES-SP, DÉCADA DE 1940.

terça-feira, 26 de abril de 2011

Auschwitz o inferno na terra

          Onde estava Deus? Como está frase dita pelo Papa Bento XVI em visita a Auschwitz em 2006, este blog traz imagens para todos que desconhecem as atrocidades realizadas pelos nazistas nos campos de concentração de Auschwitz-Birkenau na Polônia. Uma das mentes que encabeçaram este genocídio era do médico alemão Josef Mengele (Anjo da Morte), um lunático no campo da tortura e experiências científicas. Abaixo seguem dois trechos de um documentário realizado pelo exército americano logo após a queda do nazismo na europa em 1945.  





Atenção estes videos contém imagens inadequadas para menores de 18 anos.






domingo, 24 de abril de 2011

Feliz Páscoa


          Que nesta Páscoa, nós possamos refletir o real significado, da morte e ressurreição de Cristo. Forma e circunstância onde o filho de Deus se doa de corpo e alma para nós salvar. Neste mundo de cobiça, vaidades e individualismo possamos hoje parar por alguns minutos e refletirmos nossa real missão na terra. Estamos seguindo o maior dos mandamentos "Amai-vos uns aos outros como eu vós tenho amado".  Uma Abençoada Páscoa. Até breve! 

URBI ET ORBI (DE ROMA AO MUNDO)

     


          É tradicional na liturgia da Igreja que durante a Páscoa e o Natal, o pronunciamento papal (Urbi et Orbi), realizada na varanda da Basílica de São Pedro, este pronunciamento se torna um momento de benção a todos os fiéis da Igreja.  A principal característica desta bênção aos fiéis é que concede uma penitência e uma indulgência plena. A baixo segue a benção em Latim e Português.


(Latim)
Sancti Apostoli Petrus et Paulus: de quorum potestate et auctoritate confidimus ipsi intercedant pro nobis ad Dominum.
R/ Amen.
Precibus et meritis beatæ Mariae semper Virginis, beati Michaelis Archangeli, beati Ioannis Baptistæ, et sanctorum Apostolorum Petri et Pauli et omnium Sanctorum misereatur vestri omnipotens Deus; et dimissis omnibus peccatis vestris, perducat vos Iesus Christus ad vitam æternam.
R/ Amen.
Indulgentiam, absolutionem et remissionem omnium peccatorum vestrorum, spatium verae et fructuosae poenitentiæ, cor semper penitens, et emendationem vitae, gratiam et consolationem Sancti Spiritus; et finalem perseverantiam in bonis operibus tribuat vobis omnipotens et misericors Dominus.
R/ Amen.
Et benedictio Dei omnipotentis, Patris et Filii et Spiritus Sancti descendat super vos et maneat semper.
R/ Amen.

(Português)
Que os Santos Apóstolos Pedro e Paulo, em cujo poder e autoridade temos confiança, intercedam por nós junto ao Senhor.
R / Amém.
Que por meio das orações e dos méritos da Santíssima Virgem Maria, de São Miguel Arcanjo, de São João Batista, dos Santos Apóstolos Pedro e Paulo e de todos os santos, Deus todo-poderoso tenha misericórdia de vós, perdoe os vossos pecados e vos conduza à vida eterna em Jesus Cristo.
R / Amém.
Que o Senhor Todo Poderoso e misericordioso vos conceda indulgência, absolvição, e remissão de todos os vossos pecados, em tempo para uma verdadeira e frutuosa penitência, sempre com coração contrito, e a benção da vida, a graça, a consolação do Espírito Santo e perseverança final nas boas obras.
R / Amém.
E que a bênção de Deus Todo Poderoso, Pai e Filho e Espírito Santo desça sobre vós e permaneça sempre.
R / Amém.


sexta-feira, 15 de abril de 2011

A Semana Santa em Mogi das Cruzes




Procissão do Fogaréu - Goiás
          Para o catolicismo a Semana Santa, período que abrange desde o Domingo de Ramos ao Domingo da Ressurreição é o ápice da fé cristã. As tradições em volta desde período são carregadas de simbolismo, que dependendo da região pode-se modificar. Neste caso a Procissão do Fogaréu em Goiás tradicionalmente ocorrida às 0h00 da manhã de quarta-feira veio para o Brasil com alguns padres espanhóis. Para quem não conhece esta procissão, a primeira impressão é de ser um culto profano. Mas seu significado está baseado na encenação da prisão de Jesus Cristo e tem início às 0:00 da quarta-feira santa, com a iluminação pública apagada e ao som de tambores, à porta da Igreja da Boa Morte, na praça principal da cidade. Os penitentes, vestidos em indumentária especial e representando soldados romanos, seguem então para a escadaria da Igreja de N. S. do Rosário, onde encontram a mesa da última ceia já dispersa. Em seguida, avançam na direção da Igreja de São Francisco de Paula, que simboliza o Monte das Oliveiras, onde se dará a prisão de Cristo. Este é representado por um estandarte de linho pintado em duas faces, obra do artista plástico oitocentista Veiga Valle.

Catedral de Sant'Anna - Mogi das Cruzes


          Em nossa Mogi das Cruzes esse culto não é feito como ocorre em Goiás, nossas tradições se originaram em conjunto com as tradições Paulistas e Mineiras e estas sucessivamente se espelharam no culto Romano Apostólico. A Catedral de Sant’Anna e as Igrejas do Carmo se restem de simbolismo, com inicio das celebrações a partir do Domingo de Ramos, onde o Bispo abençoá ramos de palmeiras e oliveiras lembrando a entrada de Jesus em Jerusalém. (Lucas 19:28-44)

Procissão dos Ramos - Itaquaquecetuba
"E, dito isto, ia caminhando adiante, subindo para Jerusalém. E aconteceu que, chegando perto de Betfagé, e de Betânia, ao monte chamado das Oliveiras, mandou dois dos seus discípulos, dizendo: Ide à aldeia que está defronte, e aí, ao entrar, achareis preso um jumentinho em que nenhum homem ainda montou; soltai-o e trazei-o. E, se alguém vos perguntar: Por que o soltais? assim lhe direis: Porque o Senhor o há de mister. E, indo os que haviam sido mandados, acharam como lhes dissera. E, quando soltaram o jumentinho, seus donos lhes disseram: Por que soltais o jumentinho? E eles responderam: O Senhor o há de mister. E trouxeram-no a Jesus; e, lançando sobre o jumentinho as suas vestes, puseram Jesus em cima. E, indo ele, estendiam no caminho as suas vestes. E, quando já chegava perto da descida do Monte das Oliveiras, toda a multidão dos discípulos, regozijando-se, começou a dar louvores a Deus em alta voz, por todas as maravilhas que tinham visto, Dizendo: Bendito o Rei que vem em nome do Senhor; paz no céu, e glória nas alturas. E disseram-lhe de entre a multidão alguns dos fariseus: Mestre, repreende os teus discípulos. E, respondendo ele, disse-lhes: Digo-vos que, se estes se calarem, as próprias pedras clamarão. E, quando ia chegando, vendo a cidade, chorou sobre ela, dizendo: Ah! se tu conhecesses também, ao menos neste teu dia, o que à tua paz pertence! Mas agora isto está encoberto aos teus olhos. Porque dias virão sobre ti, em que os teus inimigos te cercarão de trincheiras, e te sitiarão, e te estreitarão de todos os lados; e te derrubarão, a ti e aos teus filhos que dentro de ti estiverem, e não deixarão em ti pedra sobre pedra, pois que não conheceste o tempo da tua visitação."

Missa de Lava-pés (Dom Airton Bispo de Mogi das Cruzes)


          Na quinta-feira inicia-se o trido pascal, com a missa dos santos óleos (Batismo, Crisma e Unção dos Enfermos) e a renovação dos votos sacerdotais para todos os padres da Diocese de Mogi. Na noite da quinta-feira também ocorre a Missa de Lava-pés. Nesta celebração o Bispo vala e beija os pés de 12 fiéis relembrando a mesma ação feita por Cristo, após esse momento o celebrante relembra a instituição da eucaristia onde Jesus suplica para nós fiéis que sempre relembre este momento por toda a eternidade. Ao final desta missa os fiéis retiram a toalha do altar, simbolizando que cristo está preso esperando por seu suplicio. Já o Bispo após este momento expõe a santa eucaristia para que os fiéis permaneçam em vigília até a madrugada da sexta-feira.

“Ora, se Eu Senhor e mestre, vos lavei os pés, vós deveis, também, lavar os pés uns dos outros. Porque eu vos dei o exemplo, para que, assim como Eu vos fiz, façais vós também.” João (13:14 e 15)



“E tendo dado graças, o partiu e disse: Tomai, comei: isto é o meu corpo, que é partido por vós, fazei isto em memória de mim...” (Cor. 11:24 e 25)

Celebração da Paixão de Cristo (Dom Airton Bispo de Mogi das Cruzes)


          A sexta-feira santa é a única data onde não se ocorre missa em nenhum local do mundo, nesta data é feita apenas uma celebração em memória da morte de Jesus pontualmente às 15h00. O inicio desta celebração se destaca com a entrada do bispo e os fieis todos em silencio, ao chegar no presbitério o bispo se prostra diante do altar tirando os sapatos, o anel e a cruz peitoral, e toda a roupa litúrgica ficando apenas com uma alva branca. Isto simboliza nossa compaixão e insignificância perante a morte do filho de Deus. Na noite da sexta-feira às 19:00 ocorre a Procissão do Senhor Morto.Procissão que lembra em muito as ocorridas em cidades de Minas Gerais, se utiliza matracas todo o povo se reveza para carregar os andores do Senhor Morto e Nossa Senhora dos Dores.

Procissão do Senhor Morto - Mogi das Cruzes


          No sábado se celebra a Missa da Vigília Pascal, onde o Bispo faz a benção do Círio Pascal, uma grande vela onde após ser acesa, será utilizada nas cerimônias de Batismo, Primeira Eucaristia e Crisma.



Vigília Pascal - Vaticano



          O Domingo é o dia mais esperados pelos católicos, a uma procissão realizada a partir das 5h30 na frente da Catedral, culminando em uma missa que relembra e comemora-se o momento que Jesus ressuscitou, passando para nós que além da morte existe um recomeço. Este dia se torno o mais importante para o catolicismo e encerra o ciclo pascal. A uma curiosidade que atualmente esta ao alcance apenas do clero. A Pasquela é a denominação dada para o descanso dos fieis na segunda-feira, pois com uma semana conturbada de celebrações é impossível não descansar.

"Ele não está aqui, mas ressuscitou" (Lucas 24:6)



Videos da Semana Santa - Vaticano




Domingo de Ramos






Missa do Crisma






Missa da Ceia do Senhor






Celebração da Paixão de Cristo






Procissão da Paixão






Vigília Pascal






Missa da Ressurreição 



 
 Benção Papal

quinta-feira, 7 de abril de 2011

domingo, 3 de abril de 2011

Casa da Dona Yayá


Um belo passeio para os Mogianos apaixonados por História.

yaya_frente_depois

Informações:

Região: Centro
Endereço: Rua Major Diogo, 353 – Bela Vista
Telefone: (11) 3106-3562
Site: http://www.usp.br/cpc/
Horário: de segunda a sexta, das 10h às 16h / projeto “Domingo na Yayá”, das 10h às 13h
Preço: Gratuito
Durante o processo de restauração de 2003 da antiga chácara, que possui construções que datam da década de 1920, várias atividades culturais foram promovidas para dar visibilidade ao patrimônio e assim fazer com que ele entrasse no circuito cultural da cidade. A finalização deste processo significou a transferência do Centro de Preservação Cultural para a casa, que passou a ampliar sua ação com atividades de ação cultural e inclusão social. Atividades como cursos, exposições, oficinas, visitas e apresentações musicais são oferecidas.
Fonte: Catraca Livre