sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Um dia com Mané

Em 21 de abril de 1973, “Garrincha” visita Mogi das Cruzes ele já não era mais profissional, tinha encerrado sua carreira um ano antes no Olaria do Rio de Janeiro, sua presença em Mogi foi possível pela amizade que tinha com “Gilson” e “Ademar Pantera” amizade essas feitas quando “Garrincha” joga no Corinthians, mas não era só isso que o trazia para Mogi, sua visita foi bem remunerada. Naquela tarde de feriado nacional Mogi parava para ver “Garrincha”. Nem todos que iriam para o estádio assistiria ao jogo, o Estádio do União é acanhado e nesse jogo recebe cerca de 5 mil espectadores que se acotovelavam-se para ver os jogador, além de “Garrincha” o XI da Saudade tinha em seu elenco jogadores como “Ademar Pantera”, “Gildo”, “Mão-de-onça” e “Tupãzinho” ex-palmeiras. O time escolhido para enfrentar o XI da Saudade era S.E.E.D. que representava os funcionários o Correio da Capital Paulista. Para um amistoso foi até muito disputado resultado foi de 1x0 para o XI da Saudade, gol de “Gildo”. Mas naquele dia o resultado pouco importou e sim a festa que Mané tinha propiciado aos Mogianos. Nelson Rodrigues referia-se a “Garrincha” como a alegria do povo esse adjetivo retrata bem sua característica, independente da torcida para muitos torcedores o futebol de “Garrincha” era democrático sem fronteiras entre times. Em Mogi “Garrincha” passou pouco tempo, mas o suficiente para conquistar ainda mais seus fãs, durante todo o tempo do evento trato do mundo com muita simpatia, bate bola e tira fotos com as crianças que estavam em campo.



Fonte: União Futebol Clube - Saudosos Veteranos
Reinaldo Alexandre Luciano

2 comentários:

  1. Olá Glauco, tudo bem?
    Estamos desenvolvendo um trabalho aqui no Diário de Mogi sobre o XI da Saudade. Gostaríamos de saber se você tem mais informações e contatos de pessoas que fizeram parte desta bonita história do futebol da Cidade.
    Abraços e aguardo retorno.

    ResponderExcluir
  2. Olá tenho poucas informações mas gostaria de lhe pedir um grande favor! Sou neto de Osório Ribeiro mais conhecido como BUGRE, meu avô começou sua carreira no XV de Piracicaba e foi vendido nos anos 40 para o União Mogi, encerrou sua carreira no Comercial Futebol Clube. Poucos jornalistas de Mogi retrataram a história de meu avó. Nos anos 90 a TV Cultura veio até sua casa para retratar sua brilhante atuação na história do XV de Piracicaba. Pergunte sobre meu avó aos poucos jogadores vivos com mais de 80 anos, todos conheceram seu talento. Inclusive o Sr. Pierucetti ou melhor seu PERU. Estou a disposição para mais esclarecimentos. Um Grande Abraço...

    ResponderExcluir